2019 por piLote Engenharia®.

March 15, 2018

February 17, 2018

April 3, 2017

Please reload

Posts Recentes

Dia 14 de março

March 15, 2018

1/1
Please reload

Posts Em Destaque

VOCÊ SABE A DIFERENÇA ENTRE CONCRETOS DE ALTO DESEMPENHO E DE ALTA RESISTÊNCIA?

January 15, 2018

 

Concretos de alta resistência

Como o nome já diz, o concreto de alta resistência (CAR) se caracteriza por atingir alta resistência com pouca idade. Menos poroso e mais compacto que o concreto comum, esse material deve ser usado em obras que exigem mais velocidade. Isso pode se dar na indústria de pré-moldados, em estruturas convencionais ou protendidas, na fabricação de tubos e artefatos de concreto etc. Por sua maior agilidade para atingir a resistência desejada, esse tipo de concreto agrega benefícios indiretos ao construtor, como a redução dos custos com funcionários e aluguéis de formas e equipamentos.

Quando o termo CAR começou a ser utilizado, no final dos anos 1970, o concreto de alta resistência era aquele que apresentava resistência à compressão (fck) superior a 40 MPa, enquanto o concreto comum tinha resistência à compressão em torno de 20 a 25 MPa. Nos últimos anos, contudo, a resistência média de ambos os produtos aumentou bastante.

 

Concretos de alto desempenho

Uma diferenciação conceitual entre o CAR e o CAD é que o primeiro é desenvolvido com foco na obtenção de rápida resistência, enquanto o segundo refere-se a um material elaborado de olho na durabilidade, principalmente perante atmosferas agressivas. Não à toa, uma das primeiras aplicações do CAD é justamente em obras que demandam do concreto alta resistência mecânica e química, como em estruturas offshore.

Elementos estruturais de compressão (pilares) em edifícios altos, pavimentos rodoviários, pisos industriais e obras de arte são as principais aplicações do chamado concreto de alto desempenho. O uso desse material pode, por exemplo, viabilizar a redução das seções dos pilares, possibilitando aumentar o espaço útil, principalmente nos andares próximos ao térreo.

 

Entenda as diferenças

Concretos de alto desempenho se caracterizam por receber adições minerais tipo sílica ativa e metacaulim e aditivos superplastificantes. Também pressupõem a combinação de três parâmetros: empacotamento das partículas grossas, ajuste granulométrico dos finos e controle do estado de dispersão da matriz cimentícia.

Além da elevada resistência à compressão, esse tipo de concreto costuma garantir menor suscetibilidade à carbonatação e baixo índice de fissuração.

Por outro ponto de vista, esses sistemas podem apresentar diferentes formas na aplicação, pelas exigências na dosagem, com maior coesão e maior controle tecnológico.

Outros aspectos que demandam cuidados extras no uso do CAD são a menor capacidade de deformação desses materiais e o alto calor de hidratação, que em caso de peças de grandes volumes pode exigir ações especiais para o resfriamento da massa.

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Please reload

Arquivo
piLote Engenharia